O SAPO DE VIDRO - UM ANFÍBIO TRANSPARENTE

Se algum dia você for visitar as florestas tropicais na América Central ou do Sul, provavelmente você encontrará um certo sapo que fica transparente para defender-se dos predadores, principalmente, do homem, o maior predador do planeta. E se for minha filha a primeira a dar de cara com esses bichinhos, ela vai sair correndo floresta a fora, devido ao seu imenso pavor de sapos. Não é Luciana? kkkkk

Este tipo de sapo possui pele translúcida proporcionando a visão de seu interior. Assim você consegue ver os órgãos dentro do corpo do sapinho. Acontecimento interessante e peculiar, pois, observando o anfíbio através de sua barriga em seu habitat natural, identifica-se intestino, pulmões e muitas vezes, até o coração do bichinho.

Felizmente, este recurso de se tornar transparente (poder que muitas nações do planeta gostariam de possuir para aplicar em suas forças militares), o faz ter um poderoso mecanismo de defesa que, no dia a dia de sua vida, o defende de possíveis ataques de predadores.

Originários da família de anfíbios denominados cientificamente com o esquisito nome de Centrolenidae, espalhados por 150 espécies dos chamados sapos de vidro. Vivem nas florestas tropicais do Panamá, Colômbia, Equador e Costa Rica, exibindo suas barrigas translucidas mostrando seus órgãos internos, onde a vegetação é excepcionalmente exuberante, em rios e riachos para desespero dos predadores que não os vêm. Além dessa característica, possuem um tipo de pele verde que os transforma em sapos de vidro de acordo com os efeitos emitidos por tal pele. O cardápio desses bichinhos é essencialmente composto por insetos e variado tipo de aranhas. Tem hábitos noturnos, quando então, saem à caça de seus alimentos. A reprodução é feita através de ovos colocados nas folhas de plantas e árvores pelas fêmeas. O interessante nesta reprodução é a capacidade de tais ovos aderirem as superfícies das folhas através de uma certa substância gelatinosa produzida pela fêmea, mantendo-os firmes e grudados com absoluta segurança. A fêmea tem a responsabilidade de “chocar” tais ovos, porém, quando estes começam a dar sinais de vida, ela mete o pé, deixando para o macho tomar conta e defender os filhotinhos que estão chegando ao mundo. Para defender os “filhinhos”, o macho demarca seu território e passa a emitir sons de guinchos para afastar possíveis predadores, principalmente vespas e outras espécies de sapos. Mas, se algum desavisado predador deixar de ouvir a advertência sonora e invadir o território do sapinho, este será atacado pelos poderosos membros flexíveis do defensor para afugentar o indesejável visitante. E se o invasor não levar fé na força do sapinho de vidro, é melhor ele se informar com as vespas que foram “chutadas” literalmente quando se aproximaram do ninho. 

Existem várias espécies de sapos de vidro na face da Terra e estes são únicos, uma delas tem o nome científico, quase impossível de pronunciar, de Hyalinobatrachium yaku (ufa! Quase quebro minha língua. Rs) e são comumente encontrados nas terras baixas amazônicas do Equador. A espécie citada acima (não dá pra escrever ou pronunciar este nome mais de uma vez... rs) é a de maior nível característico transparente, permitindo ao observador ver seus órgãos, ossos e, principalmente, seu coração. Não são todas as espécies de sapos de vidros que tem essa alta ou forte translucidez. De qualquer forma, estes bichinhos, juntamente com as borboletas de asas de vidro, são os únicos que tem essas características translúcidas em todo planeta Terra.

Existem estudos científicos explicando o processo pelo qual os sapinhos possuem estas características translúcidas, mas não vale a pena descrever aqui, já que este artigo tem o intuito de diverti-los.

Então, prezados, vejam as fotos dos sapinhos de vidro e de seus habitat...





Fêmea colocando ovos...



Depois de colocado os ovos, a fêmea mete o pé e quem a assume a proteção do ninho é o macho.






Florestas Tropicais, habitat natural do sapo de vidro.










É isso pessoal, espero que tenham gostado...



Fonte: Wikepédia

Pesquisas e Texto
Renato Galvão
 

Artista Plástico,escritor e "dublê de Colunista"













Nenhum comentário:

Postar um comentário

Destaque do mês

OUMUAMUA - UM MENSAGEIRO QUE VEIO DE LONGE

Crédito da imagem European Southern Observatory  M. Kornmesse Oumuamua foi o nome dado a um objeto interestelar descoberto vagando pelo noss...

Preferidas do Público