A Constelação de Órion - Episódio I - Introdução

Constelação de Órion - Foto ESO - Divulgação

Constelação ou Cinturão de Órion

Entre as mais importantes constelações modernas, Órion fica localizada no equador celeste, sendo majestosamente visível em muitas regiões da Terra. Ela se torna extremamente brilhante e visível nas noites de verão no hemisfério sul, principalmente nos meses de dezembro e janeiro. Notavelmente, Órion possui um naipe de estrelas extremamente brilhantes que formam figuras de fácil visualização. As principais são Rígel, uma gigante azul. Betelgeuse, a gigante vermelha, Bellatrix e Saiph. Estas quatro estrelas são as responsáveis pela formação do quadrilátero principal. No centro do Cinturão você encontra as brilhantes estrelas ALNITAK, ALNILAM e MINTAKA, as nossas queridas TRÊS MARIAS.




As Nebulosas de Órion

Nebulosas de Órion - Foto Divulgação
Notavelmente, a Constelação de Órion possui uma diversidade de objetos celestes no céu profundo. Das muitas nebulosas em Órion, a principal é a Nebulosa de Órion por ser a mais brilhante nos céus da Terra, vista a olho nu em vários continentes. A quantidade e variedade de nebulosas deve-se ao Complexo de Nuvens Moleculares em Órion próximos de nosso planeta. Mas, não se enganem, esta proximidade é medida em Anos Luz. Porém, pelo brilho intenso das estrelas, nos dá a impressão de estarem bem perto de nós. O Complexo de Nuvens Moleculares de Órion é o responsável pela origem de muitas das estrelas extremamente brilhantes observadas em Órion, principalmente, as chamadas gigantes azuis como Rígel e Bellatrix e a gigante vermelha denominada Betelgeuse, entre outras da grande lista. A Nebulosa de Órion abriga outras nebulosas de grande importância como a Nebulosa Escura Cabeça de Cavalo e a Nebulosa da Chama. Sem contar a chuva de meteoros chamada Oriônidas que acontece em outubro de todos os anos quando a Terra encontra com os fragmentos deixados pelo Cometa Halley. Este fabuloso complexo de objetos celeste dista da Terra cerca de 1500 anos-luz.


Órion(deus) Gravura de Uranometria de
Johann Bayer 1603 - B.O.N-EUA
Foto Divulgação

Origem de seu nome

Várias culturas em todo mundo atribuem significados para o nome dado a Constelação ou Cinturão Órion. Porém a mais aceita ou conhecida foi de Órion, uma denominação moderna que veio da mitologia grega sobre o deus Órion, O Caçador. Há várias versões para essa lenda, mas todas envolvem os tais. Mais adiante, em Curiosidades e Lendas, detalharemos estas histórias.





Localização e Características

Constelação de Órion - Planetário RJ - Divulgação
Estendendo-se por uma área calculada em 594° quadrados, em nossa esfera celeste, corresponde apenas a 1,4% de todo o céu visto por nós a olho nu, sendo a 26ª constelação por ordem de área. Girando em sentido horário, seus limites encontram-se com os limites das constelações de Gêmeos, Touro, Erídanos, Lebre e Unicórnio. Melhor época para sua visualização, acontece em janeiro devido ao inverno no hemisfério norte e verão no hemisfério sul. 

Localizar a Constelação de Órion é muito fácil, basta procurar dentro da constelação o asterismo (em astronomia: conjunto de estrelas que, dentro de uma constelação, estão agrupadas de tal forma que permitem imaginar uma determinada figura) que compõe a esfera celeste do Cinturão de Órion que nós conhecemos por Três Marias, ou seja, Mintaka, Alnilam e Alnitak localizadas no centro de um quadrilátero de estrelas brilhantes. Não há como não admirar esta beleza, não é?



Constelação de  Orion com as Três Marias ao centro.
Orientação e navegação

A constelação de Órion, é também um guia para que se possa observar outras constelações ou estrelas de grande importância no universo. Se você imaginar uma linha partindo da estrela Rígel, passando por Betelgeuse, encontrará Pólux e Castor que são as estrelas mais brilhantes da Constelação de Gêmeos. Já as Três Marias apontam para Sirius que possui o maior brilho na Constelação do Cão Maior e na
direção opostas, as Marias guiam você para encontrar Aldebaran, a estrela de brilho vermelho, principal característica da Constelação de Touro. Mas, se você quiser encontra Procyon, também na Constelação do Cão Maior, basta seguir uma linha imaginária partindo de Bellatrix, passando por Betelgeuse. Quando o inverno começa no hemisfério norte e consequentemente verão no hemisfério sul, facilmente você poderá observar o chamado Triângulo de Inverno que é formado pelas estrelas Betelgeuse, Sírios e Procyon. No passado navegadores se utilizavam da Constelação de Órion para atingirem seus destinos navegando em mares desconhecidos.


Brilho da Constelação de Órion - PIXABAY - Foto Divulgação


No Episódio II informaremos sobre as estrelas Mintaka, Alnitak e Alnilam, as nossas Três Marias. No Episódio III detalharemos, as Nebulosas, Galáxias, Chuva de Meteoros e outros tópicos. Logo depois, no Episódio IV, abordaremos Curiosidades e Lendas, um capítulo que nos mostrará uma história tragicômica envolvendo deuses e personagens humanos. Encerraremos, no Episódio Final, com todas as informações sobre a estrela Betelgeuse (Estrela que forma o quadrilátero brilhante em torno das Três Marias) que tem seus dias contados. Acompanhem...

Fontes:

https://pt.wikipedia.org/wiki/Orion_(constela%C3%A7%C3%A3o)

https://conhecimentocientifico.r7.com/tres-marias-estrelas/

 https://www.ufmg.br/espacodoconhecimento/tres-marias/ 

https://www.cecierj.edu.br/2020/07/09/cade-as-tres-marias-saiba-mais-sobre-as-estrelas-olhando-para-o-ceu/ 

https://www.preparaenem.com/historia/mito-orion-as-estrelas-tres-marias.htm

https://super.abril.com.br/ciencia/a-constelacao-de-orion-esta-prestes-a-perder-sua-estrela-mais-brilhante/ 

https://astronomy-universo.blogspot.com/2013/10/cinturao-de-orion-as-tres-marias.html

https://conhecimentocientifico.r7.com/tres-marias-estrelas/

 http://www.observatorio.ufmg.br/dicas05.htm 

http://www.astropt.org/2015/03/18/as-nuvens-de-orion-o-cacador-apod/

http://www.astronoo.com/pt/constelacoes-inverno.html 

http://www.astronoo.com/pt/artigos/tipos-nebulosas.html

 https://pt.wikipedia.org/wiki/Eta_Aqu%C3%A1ridas


                              COLETÂNEA POÉTICA PALAVRA EM AÇÃO

Informações e Regulamento. 
Contate: 
jornal.alecrim@gmail.com

PARTICIPE.

Comentários