João Victor Miranda: Escritor, Poeta e Carioca

João Victor Miranda - Escritor e Poeta

João Victor de Oliveira Miranda e Silva descreve-se em sua biografia como sendo um “... Carioca boêmio do tipo que senta no bar da esquina e o garçom pergunta se quer escolher uma música e se a vó tá bem. Só perde na competição de virar cachaça pro seu Júlio do bar, mas é porque não dá pra ganhar do seu Júlio mesmo (nem é recomendável tentar) ...” e “... Vive com o pé cheio de areia”. É formado em Letras (Português/Inglês) e Mestrando em Estudos da Linguagem O Poeta usava o pseudônimo J. V. Keyhold e chegou a publicar seu livro Intitulado “AFOGANDO-ME EM UM COPO VAZIO”, usando-o. Porém, logo depois, passou a assinar suas obras com o nome de João Victor Miranda. O Poeta e Escritor vive uma intercessão entre a poesia e a música. Ama Bukowski (1920-1994 - Henry Charles Bukowski foi um poeta, contista e romancista estadunidense nascido na Alemanha. Sua obra, de caráter inicialmente obsceno e estilo totalmente coloquial, com descrições de trabalhos braçais, porres e relacionamentos baratos, fascinou gerações que buscavam uma obra com a qual pudessem se identificar), Poe (1809-1949 - Edgar Allan Poe foi um autor, poeta, editor e crítico literário estadunidense, integrante do movimento romântico em seu país) e as Irmãs Brontë (Os Brontë  foram uma família literária do século XIX associada à aldeia de Thorton, localizada no West Riding of Yorkshire na Inglaterra. As irmãs, Charlote (1816-1855), Emily (1818-1848) e Anne (1820-1849) são escritoras e poetizas bem conhecidas do grande público). 

 Afogando-me em um copo vazio

Sinopse: Que há infinitas possibilidades de poesia na vida é um conhecimento que faz parte do manual do cotidiano. Mas esse livro é sobre uma pequena parte de metro quadrado dela: o bar. Se a vida é a fonte da inspiração, cada dose emborcada é o salto de cabeça da margem ao ventre criativo. A levitação da superfície marginal em direção a queda não é processo de todo alcoólico, já admiti. Enquanto o copo é levantado e levado aos lábios sedentos, a sede do mundo é alimentada pelos transeuntes, pelo cotidiano emborcado para dentro do ser junto ao líquido. Um toque no copo é suficiente. Suficiente para um bebê recém-nascido chorar, o beijo escondido de milhares de casais, uma lembrança arrebentar o teu dia, alguém apertar um gatilho em algum lugar. É todo o tempo necessário. Esse livro é sobre tudo o que aconteceu enquanto vários copos foram tocados.

Diamantes Literário Poético de João Victor Miranda (I)... 

Recentemente, João Victor Miranda inscreveu-se na COLETÂNEA PALAVRA EM AÇÃO promovida e organizada pelo JORNAL E EDITORA ALECRIM, decorando a referida Coletânea com dois textos poéticos intitulados “A.MAR” e “CIGARROS APÓS O SEXO”. E se você quiser fazer parte desta Coletânea, juntamente com o Poeta JOÃO VICTOR MIRANDA e outros tantos nomes de escritores (as), poetas e poetisas, inscreva-se e venha brilhar com todos nós. Edital e Formulário, acesse: http://drive.socialshare.top/ynzzirva


Diamantes Literário Poético de João Victor Miranda (II)...


Contatos:

Pessoais:

Tel: (21) 99782-8905

Email:  jvomiranda@gmail.com


Links onde se pode encontrar sua obra artística:
https://instagram.com/aquelejoaodobar

https://www.amazon.com.br/dp/B08WRTDFBH

https://linklist.bio/aquelejoaodobar


Fonte: João Victor Miranda


COLETÂNEA PALAVRA EM AÇÃO

Edital e Formulário, acesse:

http://drive.socialshare.top/ynzzirva

ou envie mensagem para

jornal.alecrim@gmail.com

Comentários